Translate

Store berkekê

quinta-feira, 28 de dezembro de 2017

Visitas fazem parte



Caros amigos:

Neste ano, muitos de vocês passaram por aqui 
e é justo reconhecer e agradecer.

Alemanha, Brasil Canadá, China, Colômbia,Espanha, 
Estados Unidos, França, Grécia, República Dominicana, 
Romênia, Rússia 
 
MUITO OBRIGADO
 
 
 
berekeké

quinta-feira, 21 de dezembro de 2017

Músicas para Natal

Car@s amig@s:

Pra quem queira curtir música de Natal, lembrar que o álbum TRIPARTITO (faixas 12 a 18) titulado Invernal, estão dedicados a isto.

Também, saiba que o dinheiro de qualquer dos meus álbumes estão encaminhados pra ajudas sociais e humanitarias.

Disponveis no streaming : iTunes, Spotify e outros

CD Baby TRIPARTITO

sábado, 16 de dezembro de 2017

ELZA SOARES. a advogada que nunca foi

Ontem, num programa da radio que nos temos, o apresentador e eurdito Rodolfo Poveda fez uma homenagem a Elza Soares.

Foi mesmo que soube da sua vida e sua carreira. Tinha ovido falar dela, mas como ela gosta de sinceridade, eu vou dizer que mesmo tomando conta da grande voz e personalidade que tem, eu procuro noutros estilos que não necessariamente estão no samba e quando escrevo das músicas do Brasil.

Mas ninguém podería negar nem duvidar que Elza Soares é mesmo uma estrela no mundo da música.

Numa entrevista dela no ano 2002 Roda viva, a cantora fala da sua trajetoria musical mas também da sua dificil vida. Como eu gosto falar de música não estou a vontade de tratar das suas dificuldades mas quem podería dizer que falar da artista teria que ficar afastada de falar de Elza Conceição. A artista e o ser humano são espleho de uma lutadora incasavel e como ela diz uma lei da vida, ter que continuar.

Rodolfo Poveda faz um trazo dalguns momentos da vida de Elza Soares e é assim que a mulher entra de perto na vida da artista e um tem ao menos a necessidade de falar dela

Na entrevista de Roda viva ela fala  quer ser advogada porque alguém lhe disse que não tinha advogados negros mas o cuidado da sua familia e sua carreira na música lhe afastaram de estudar direito.

Seu estilo de cantar e seu grande talento musical deram com certeza outra estela mais no mundo da música brasileira. Ninguém pode saber o que tería sido daquela advogada, mas ficamos muito feliz do que dá ainda pra a música. Parabens Elza Soares.

Roda viva Elza Soares

sábado, 9 de dezembro de 2017

Salvador Sobral e seu novo motor

Caro Salvador

Fico feliz do seu novo motor (espero ele tenha a mesma sensibilidade que aquele fraco).

Muita força e um grande abraço

sexta-feira, 1 de dezembro de 2017

Taiguara: o porqué duma censura e o esquecimento



Faz ja alguns meses comprei o album da Bis de Taiguara. Ate  faz pouco também não tive a oportunidade de escuta-lo (sempre gosto diferenciar escutar de ouvir).

Taiguara Chalar da Silva, é uns desses artistas que chama a atenção por varios motivos.

O primeiro, e mais importante pela sua originalidade musical num tempo onde a música tinha ainda um maior espaço pra fazer a diferença (agora é mais dificil encontrarr, a excepção dos que viveram aquele tempo, ista capacidade de não ter sido copia de outro). Ao escutar as músicas de Taiguara um entende melhor a Ivan Lins e outros artistas que marcaram uma época.

O segundo pela sua talentosa capacidade de fazer da sua voz um instrumento camaleão que adapta-se a sons segundo a lírica ou a vontade do interprete. Não podemos esquecer sua tradição musical de pai bandoneoista e mãe cantora.

Poderiamos continuar peguntando como foi possivel que um homen que ficou tanto no exilio tivesse uma oportunidade de reconhocimento no Brasil (país onde não nasceu pelas circusntâncias de ter um pai músico). É verdade que seu éxito foi tarde, mesmo quando suas músicas ja não estavam mais nos intereses musicais do povo.

É motivo de surpresa que Taiguara ficasse tanto no exílio e com tanta censura num compositor que a maioria das letras não tem conteúdo político. Isto só pode-se entender na ignorància daqueles que faziam a gilhotina de tudo suspeito de atentar com “a única verdade”.

No álbum que Bis diu a conhecer de Taiguara tem músicas de muita emoção como Que as crianças cantem livres, o velho e o novo, mudou ou carne e osso.

Muitas dessas músicas tem a marca do seu tempo, na década dos sesenta e setenta.

Infelizmente, Taiguara não está mais conosco. Um 14 de fevereiro de 1996 a música perdeu a uns dos seus filhos ao menos pra os mortais mesmo sua música e sua essência continue na órbita do espaço como lembrança e estela do seu legado.

Na web do artista pode-se ler da Censura (tempo de escuridão)